conexão com os clientes

Conexão com o cliente: até que ponto você se conecta com o outro?

Você já se preparou horas e horas antes de gravar um vídeo para se conectar com a sua audiência, e quando vai ver as pessoas ignoram a sua mensagem?

Sei como é são livros aqui, investimentos ali e quase sempre você se depara com uma dura realidade: dificuldade de falar na linguagem do outro. 

Isso não é porque você se acha superior ou coisas do tipo. Pelo contrário eu sei o quanto que você deseja ser útil e trazer um conteúdo relevante para a sua audiência.

Ah, mas Priscila eu não entendo porque isso acontece comigo! No um a um eu consigo me conectar com os meus clientes e eles sempre deixam feedbacks positivos! 

Calma que sei o que acontece contigo.

Como você veio de longos períodos de estudos é normal que tenha mais familiaridade com os livros de Carl Jung do que com os livros de negócios da Geração de Valor, por exemplo.

Ou quem sabe você tenha mais afinidade com assuntos mais técnicos como os livros da Carol Dweck do que os livros de Marketing do Seth Godin.

É normal isso e você não precisa se sentir mal por pensar assim

O importante é você aceitar que não tem tanta afinidade assim e só depois pensar em formas de mudar isso. 

No fundo existe algum motivo que ainda não está claro e que por isso você tem dificuldade em falar na linguagem do outro.

E isso não é falta de amor, desinteresse, descaso ou qualquer outra coisa

Fique tranquilo que nem estou te pedindo para justificar nada.

Isso está relacionado a um pensamento que inconscientemente está enraizado na sua cabeça, mas que ainda não se deu conta.

Preste atenção que daqui pra frente você lerá verdades que até hoje nunca te falaram.

A sua dificuldade de falar na linguagem do outro na hora de oferecer os seus serviços, é porque você acredita que no fundo não precisa disso.

O tanto de conhecimentos que você tem já são suficientes para os seus clientes reconhecerem o quanto que você é competente. 

Sim de fato você é e até aí você está coberto de razão. 

Mas por outro lado, quando você não fala na linguagem do outro, a sua comunicação fica confusa e ninguém entende o que você está falando!

E nisso você não consegue oferecer os seus serviços e torná-los mais interessantes, porque as pessoas não compram processos ou métodos, mas compram a transformação que tudo isso gera. 

Elas estão mais interessadas em assuntos que são do interesse delas como livros de negócios do que as suas referências técnicas. 

Antes de você falar dos seus serviços, você precisa conquistar a atenção da pessoa que só é possível quando você fala na linguagem dela. 

Percebe a importância de você entender isso? 

Por mais que você tenha todos os conhecimentos específicos, uma experiência incrível ou qualquer outra certificação em instituições renomadas, o que realmente vai te conectar com o outro é o quanto que você se conecta com ele. 

E isso começa na oferta dos seus serviços ou na hora que você está fazendo alguma publicação para atrair potenciais clientes. 

Isso funciona também quando você quer falar do seu serviço ao gravar os seus vídeos e até mesmo na hora que vai escrever o seu post semana. 

Independente do momento, da ocasião ou da circunstância, pare um pouco e observe o quanto que você está falando na linguagem do outro. 

Veja como isso tem influenciado nas suas prospecções e como isso tem te conecta as pessoas que você deseja. 

Sei que não é fácil, mas é preciso. Essa conexão com o outro começa a partir de você. 

E aqui você pode (deve) continuar com os seus estudos técnicos e mais aprofundados, mas sempre relacionar a realidade das pessoas que você deseja se conectar. 

Pode ter certeza que isso fará uma grande diferença na sua comunicação e principalmente, na hora de você se conectar com as outras pessoas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em que posso te ajudar?